Fga. Suellen Aparecida de Lima

Fonoaudióloga

Sobre Fga. Suellen Aparecida de Lima

Graduação:

Especialização:

Experiências:

Conselho Regional:

Pré-Marcação

Entraremos em contato.

FAQ

Perguntas Frequêntes.

Qualquer dúvida entre em contato conosco, estamos aguardando a sua ligação.

O surgimento das primeiras palavras ocorre ao redor de 12 a 18 meses, quando a criança começa a ter algum controle sobre a produção dos sons e já conhece o significado de uma série de objetos, pessoas, lugares que fazem parte do seu dia-a-dia.

 As primeiras palavras que a criança fala são, em geral, as que têm maior importância em sua vida/rotina e são fáceis de produzir. Quando o vocabulário atinge mais ou menos 50 a 100 palavras (entre 18 e 24 meses), a maioria das crianças entra em uma fase de intenso aprendizado, que chamamos de “explosão do vocabulário”.

Neste momento, a criança é capaz de aprender novas palavras em uma velocidade muito mais rápida, e passa a duplicar ou até triplicar o vocabulário em poucos meses.

 Por isso, embora haja variações individuais, se uma criança tem 2 anos e ainda não fala (ou fala muito pouco), é importante procurar a orientação de um Fonoaudiólogo especialista em Linguagem.

A gagueira é um distúrbio da fala, não regride com o tempo e não faz parte do desenvolvimento normal da linguagem.

Durante os anos de aquisição e desenvolvimento da linguagem, é comum que existam períodos variáveis no grau de fluência. Essa variação é decorrente de incertezas morfo-sintático- -semânticas e do amadurecimento neuromotor para os atos de fala. Quando a família observar dificuldades na fluência da fala da criança, ela deve procurar orientação de um fonoaudiólogo.

Quando a criança está começando a falar, é natural que ainda não consiga produzir todos os sons da língua. Nos primeiros anos do desenvolvimento, portanto, é esperado que ela troque os sons mais difíceis por aqueles que ela já consegue produzir com facilidade.

Ao redor dos três anos, a criança ainda pode trocar vários sons na fala, mas os pais e as pessoas que convivem com ela aprendem a “traduzir” sua fala, pois os erros que a criança comete costumam ser sempre os mesmos (p.ex., a criança sempre troca o “X” pelo “S”).

Aos quatro anos, com o desenvolvimento do sistema auditivo e motor, a criança já consegue pronunciar a grande maioria dos sons da língua.

Por isso, ainda que possa haver alguns tipos de erros, não é mais esperado que as pessoas tenham dificuldade para entender a fala da criança. Caso isso ocorra, é necessária a avaliação Fonoaudiológica.

Em qualquer idade. Existem exames próprio a cada idade e poderemos investigar a audição da sua criança assim que ela nasce, até a idade adulta.

A audição é primordial em todas as épocas de nossa vida, caso você ache que namorara ouvindo bem, pergunta muito : o que? Como?, não conseguindo conversar em grupo, com ruído de fundo, vem conversar conosco, poderemos realizar exames e te ajudar.

Tudo depende da criança ou adulto. A criança tem que permanecer quieta. Aqui em nossa clínica não sedamos. Realizamos exames em sono natural, com atendimento noturno e domiciliar.

Nossos Artigos